SmartMetropolis recebe visita de representante de fundação europeia responsável pela plataforma FIWARE

O SmartMetropolis está recebendo, desde o início da semana, a visita técnica do desenvolvedor de software Ken Zangelin, representante da FIWARE Foundation, iniciativa independente responsável pela validação da plataforma de código aberto FIWARE, voltada para o desenvolvimento de soluções para a área de Cidades Inteligentes.

A visita terá duração de duas semanas e tem por objetivo integrar a equipe do projeto WP-Middleware, inserido no projeto Smart Metropolis (que já faz uso do código no desenvolvimento de projetos relativos ao contexto das cidades inteligentes), com a comunidade internacional da plataforma FIWARE, composta por pesquisadores e desenvolvedores de diversos países, sobretudo europeus.

Durante a visita, o representante participará de reuniões de desenvolvimento, nas quais os alunos integrantes dos projetos do IMD estarão, juntos ao visitante, realizando testes e análises de progressão da plataforma, bem como recebendo sugestões de aspectos que precisam ser melhorados.

Convite

Coordenadora do projeto WP-Middleware, a professora Thaís Batista conta que a proposta da visita surgiu durante a realização do FIWARE Global Summit, evento realizado no mês de maio, na Itália, e que reuniu desenvolvedores e pesquisadores de diversos países que também fazem uso da plataforma FIWARE.

Na ocasião, os projetos WP-Middleware e Smart Metropolis, o último coordenado pelo professor do IMD Frederico Lopes, receberam destaque ao apresentarem as soluções desenvolvidas por meio da utilização do código e os resultados já alcançados.

“A partir da nossa apresentação no FIWARE Global Summit, Ken Zangelin (que é o principal desenvolvedor do código), achou que a equipe do IMD estava bastante avançada no desenvolvimento de produtos relacionados à plataforma, e decidiu nos visitar para assim conhecer nossa equipe e trabalhos desenvolvidos, e fazer com que estes se integrem a comunidade FIWARE”, conta a professora.

Parcerias

Para Thais Batista, a visita do desenvolvedor é de grande relevância, pois se trata de uma oportunidade para estreitar laços de cooperação internacional entre o Instituto e a comunidade FIWARE.

“Essa visita é importante não só para o Instituto, mas também para a Universidade, e até para o país, pois o Fiware é uma plataforma que vem sendo bastante difundida em países europeus e auxiliando no desenvolvimento de soluções na área das cidades inteligentes. O fato deles virem para cá e passaram esse tempo conosco significa que há um interesse em firmar parceria com o Instituto”, aponta ela.

A professora ainda destaca que a utilização do FIWARE no Brasil ainda é tímida, e enxerga na parceria uma abertura à divulgação e aplicação da plataforma em projetos nacionais no contexto das cidades inteligentes.

“Trazer a equipe da FIWARE Fundation para trabalhar junto conosco faz com que o Brasil passe a estar inserido no mapa da plataforma e, dessa forma, se torna conhecido por parte da comunidade internacional que trabalha com ela. Isso é muito positivo, pois incentiva a sua difusão no contexto nacional”, acrescenta.

SmartMetropolis recebe visita de representante de fundação europeia responsável pela plataforma FIWARE